Nove da manhã em Beijing, duas em Luanda, o embaixador angolano na China, Joao dos Santos Neto, procedeu a abertura, em nome do Ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, da terceira apresentação tecnica das concessões mineiras objecto de concurso público (Roadshow).

João Neto disse que a realização do evento na capital chinesa era (também) fruto dos entendimentos entre os lideres de João Lourenco e Xi Jinping para o aprofundamento de uma cooperação mutuamente vantajosa.

Espero que esse evento sirva de espaço util para melhorar o vosso conhecimento e atracção de investimento mineiro em Angola, afirmou o embaixador.

Explicou que o governo angolano tem estado a tomar medidas para melhorar o ambiente de negócios, de modo a atrair o investimento estrangeiro para os diversos recursos naturais, o que tem estado a aumentar a confiança dos actores internacionais no mercado angolano.

Informou que “o Executivo pretende ‘aliviar’ o Petróleo como principal produto de exportação”, ao que está empenhado na exploração de outros recursos naturais.
O embaixador terminou o seu discirso com o viemente apelo ao investimento chinês em Angola, “devendo aproveitar essa oportunidade ímpar”, atestou.

Mais de cento e cinquenta participantes acorreram ao evento, o terceiro de uma série de cinco roadshows programados para Luanda (27 Agosto), Dubai (10 Set), Beijing (16 Set), Londres (20 Set) e Nova Yorque (30 Set).
O concurso público para a outorga de direitos mineiros para prospecção e exploracao de diamantes, ferro e fosfatos nas concessões mineiras de Camafuca-Camazambo, Tchitengo, Kassala Kitungo, Cácata e Lucunda será aberto no dia 07 de Outubro em Luanda.

Leave a Comment